Compartilhando bençãos

Você é o visitante número:

Por que Tabernáculo?

É visível o questionamento de todas as pessoas próximas a mim que acompanham meu Orkut, que conversam comigo no MSN e lêem meu blog sobre o porquê tabernáculo. Afinal, ultimamente, tem tabernáculo no meu blog, no meu MSN, no grupo de louvor da igreja, ta nas camisetas.
Em primeiro lugar quero expressar a gratidão a Rosy pela sugestão do nome. E vamos ao que interessa.
Todos os leitores assíduos da bíblia sagrada já devem ter lido o salmo de número 84 (Quão amáveis são os teus tabernáculos ó Senhor dos Exércitos). Mas o que é Tabernáculo?
Tabernáculo era como se chamava o templo Israelita, o lugar da adoração a Deus, o lugar onde as pessoas se reuniam para cultuar ao senhor.
Mas mais do que isto, Tabernáculo tem uma representatividade muito grande para quem acompanha as páginas sagradas. Quando Israel foi liberto da escravidão e cruzou o mar vermelho e estava peregrinando em meio ao deserto, a primeira obra coletiva realizada pelo povo foi a preparação do tabernáculo. Essa ordenança divina está registrada no livro de Êxodo capítulo 25 Versículos:
8 E me farão um santuário, e habitarei no meio deles.
9 Conforme a tudo o que eu te mostrar para modelo do tabernáculo, e para modelo de todos os seus pertences, assim mesmo o fareis.

E desta forma que o povo procedeu, fazendo tudo conforme o Senhor tinha ordenado. Isso nos mostra que fazer algo pra Deus não é fazer como nós queremos, mas como o Senhor quer que façamos. Esse blog não foi criado para que eu me promova e nem por passatempo, mas foi criado por que Deus quer me usar através das revelações que ele tem pra minha vida para abençoar a sua. O fato de eu estar todo sábado na igreja ensaiando não é falta de ter o que fazer, por que são tantas coisas trabalho, universidade, família, mas quem se dispõe a fazer a obra do Senhor está sujeito a vontade dEle.
No capítulo 36 de Gênesis, Moises faz um registro interessantíssimo nos versículos:
7 Porque tinham material bastante para toda a obra que havia de fazer-se, e ainda sobejava.
8 Assim todo o sábio de coração, entre os que faziam a obra, fez o tabernáculo de dez cortinas de linho fino torcido, e de azul, e de púrpura, e de carmesim, com querubins; da obra mais esmerada as fez

No versículo sete sobejava material para fazer a obra de Deus. Quando muitos desocupados criticam a prosperidade de algumas igrejas chamando aqueles que se dispõe a fazer a vontade de Deus de enganadores e aproveitadores, certamente se esquecem de que quem tem o controle de tudo é o Senhor dos Exércitos, o Deus da providência, o dono do ouro e da prata e se Ele abençoa devemos dar glórias a Ele. No versículo oito, fala sobre os sábios de coração. Ser sábio de coração não é ter um QI elevado, não é ser o melhor aluno da turma. Sábio de coração é aquele que tem humildade pra ouvir a voz de Deus. Muitas vezes Deus usa os analfabetos, pobres, “incapazes” para fazer a sua obra por que os doutores, os sábios, os universitários, estão cheios de orgulho e se achando grande demais para serem usado por Deus. Mas o Deus vivo é um Deus que não escolhe os capacitados mas capacita os escolhidos. É um Deus que usa as coisas que não são para confundir as que são, usa as coisas pequenas para confundir as grandes e usa as coisas vis e desprezíveis do mundo, para confundir as sabias e entendidas (Ver 1 Coríntios 27-29).
No capítulo 40 de Êxodo Deus da mais uma ordenança ao povo:
1 FALOU mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
2 No primeiro mês, no primeiro dia do mês, levantarás o tabernáculo da tenda da congregação,


Primeiro mês, e primeiro dia do mês. A obra de Deus deve ser prioridade na vida de todo o obreiro. Em Mateus 6:33 Jesus disse: buscai primeiro o reino dos céus e a sua justiça e todas as demais coisas vos serão acrescentadas. Quando me dispus a fazer a vontade de Deus, o Senhor cuidou de todo o resto, me deu um curso de direito que eu não tinha condições de pagar, me deu vida, trabalho, nunca fico desamparado por que sei que a minha vida é do mestre e está tudo nas mãos do Senhor.
Ainda no livro de Êxodo, o povo israelita peregrinava no deserto. Todos que possuem um mínimo de conhecimento geográfico sabem que os desertos chegam a temperaturas escaldantes ao longo do dia e a temperaturas negativas durante a noite. É praticamente impossível viver no deserto, mas sabe o que acontecia enquanto o povo lá estava?
35 De maneira que Moisés não podia entrar na tenda da congregação, porquanto a nuvem permanecia sobre ela, e a glória do SENHOR enchia o tabernáculo.
36 Quando, pois, a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, então os filhos de Israel caminhavam em todas as suas jornadas.
37 Se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam, até ao dia em que ela se levantasse;
38 Porquanto a nuvem do SENHOR estava de dia sobre o tabernáculo, e o fogo estava de noite sobre ele, perante os olhos de toda a casa de Israel, em todas as suas jornadas.


De dia, eram cobertos por uma nuvem que os livrava do sol escaldante e à noite eram aquecidos pelo fogo divino. O impossível pra gente é possível pra Deus. Quando te faltar carinho, Deus te dá carinho. Quando lhe faltar um amigo, Jesus Cristo é o melhor amigo.
E assim segue as histórias sobre o Tabernáculo de Deus. Mas o que mais me chama a atenção em tudo isso é mesmo o Salmo de número 84. O salmista Davi fala de quão bom é servir a Deus. Fazer a vontade de Deus, por mais que se abra mão de muita coisa, se torna gostoso. Quando você vê Deus mudando a vida das pessoas. Quando você vê as lágrimas brotando na face depois de um louvor que você cantou. Quando termina o culto e alguém vem te dizer: “Essa mensagem mudou minha vida, tava tudo acabado, mas hoje Deus falou comigo através de você”. Nessas horas não tem tristeza, não tem desânimo, da vontade de saltar, gritar, sorrir, cantar, festejar e dizer em alto e bom som:
QUÃO AMÁVEIS SÃO OS TEUS TABERNÁCULOS Ó SENHOR DOS EXÉRCITOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário