Compartilhando bençãos

Você é o visitante número:

Modificando as circunstancias ao meu redor



As relações cotidianas constantemente nos fazem reclamar das circunstâncias que nos cercam.  Reclamamos do emprego, da cidade, da igreja, das relações familiares. Dificilmente estamos 100% contentes com as circunstâncias. Quando algo agrada, há sempre algo que está desagradando.
Quando o profeta Eliseu inicia seu ministério (2 Reis 2), cheio de empolgação por ter acabado de ver o primeiro milagre de Deus sendo realizado através da sua vida ele se depara com os homens da cidade de Jericó a reclamar. A reclamação destes homens era que embora bem localizada a cidade, as suas águas eram más e a terra estéril.
Nesse momento, Eliseu cheio da graça de Deus, poderia ter pedido ao Deus dos céus para que com uma palavra modificasse as circunstancias, purificando as águas e sarando aquela terra, mas dirigido por Deus ele muda a estratégia do milagre. Eliseu pede um prato com sal e deita sobre o manancial de águas profetizando que ali não haveria mais morte nem esterilidade.
Em nossas vidas passamos por circunstâncias que com uma só palavra de Deus poderiam ser mudadas. Mas, não é esta a estratégia do milagre. Assim como aconteceu com Eliseu, Deus quer usar o sal para sarar águas e tirar a esterilidade da terra.
Que sal é esse que Deus quer usar? Jesus Cristo em três passagens neotestamentárias vem nos falar para sermos sal e para termos sal em nós mesmos. São três contextos diferentes e três escritores diferentes que vem salientar a mesma mensagem. Precisamos ser sal e não apenas em quantidade, mas principalmente em qualidade.
O primeiro contexto encontra-se no contexto do capítulo 5 de Mateus. Esse capítulo nos é conhecido por tratar das bem aventuranças. Jesus diz que somos bem aventurados quando mansos, quebrantados, misericordiosos, pacientes, sedentos por justiça, etc. A mensagem de ânimo do Senhor Jesus Cristo que muitas vezes sara as nossas feridas ao lembrarmos que somos bem aventurados também é exortativa. Devemos considerar que após discorrer sobre as bem aventuranças, Jesus diz que somos o sal da terra, mas que se o sal for insípido para nada presta. Jesus está dizendo: sejam pacientes, benignos, quebrantados, mansos, pois caso contrário vocês serão imprestáveis na minha obra.
O segundo contexto está colocado em Marcos 9. Neste capítulo os discípulos estavam indo pelo caminho e disputando entre si qual era o maior. Então Jesus ensina a eles a importância da humildade e a necessidade de amor ao próximo e de que é preciso união. Jesus traz uma mensagem forte ao ponto de mandar arrancar olho ou a mão para não servir de escândalo. E novamente ao final do capítulo elo nos manda ter sal em nós mesmos e paz uns com os outros.
O terceiro contexto é o capítulo 14 de Lucas quando Jesus Cristo através da parábola da torre e da parábola do planejamento à guerra reitera que aquele que não é capaz de renunciar tudo quanto tem, não poderá ser seu discípulo. Ao ensinar o preço do discipulado Jesus nos lembra da revelação apocalíptica da carta a igreja de Laodicéia quando o próprio Jesus diz: “Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas”. O mestre está clamando para que não nos vendamos a um evangelho barato e promiscuo mas que continuemos a comprar dele. Ainda que o preço seja mais caro é este o caminho que realmente vale a pena. E então novamente nesse contexto o mestre ressalta que se não pagarmos o preço do discipulado seremos imprestáveis, pois se o sal for insípido será jogado fora.

Ao concluir a análise destes três contextos, tomamos consciência de que precisamos ser sal, mas com qualidade. Tomamos consciência de que é necessário ser mansos, humildes, pacíficos, sábio e fieis a Deus para não sermos insípidos. O sal capaz de sarar ás aguas e trazer vida a terra é aquele conservado em suas plenas condições. A mudança nas circunstâncias ao meu redor só serão completas quando eu realmente obedecer aos preceitos da palavra de Deus e fazer a diferença no meu mundo e na sociedade em que estou inserido. Seja sal e mude as circunstâncias ao seu redor. Assim como o sal usado por Eliseu curou as águas, Deus sarará a sua terra, Deus purificará suas águas, Deus mandará um tempo de abundância e prosperidade em sua vida, mas nunca se esqueça de fazer a diferença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário